Quais são os critérios de classificação do SEO local? Que método o Google utiliza? No que se deve concentrar para chegar aos primeiros lugares do Pack local e dos resultados de pesquisa locais?

Segue-se uma lista dos critérios de relevância usados pelo motor de pesquisa no que diz respeito ao SEO local. Baseia-se em parâmetros públicos partilhados pelo Google e no resultado de um estudo publicado pela Whitespark em 2021.

Importante: A Whitespark não sabe mais do que nós sobre como funciona verdadeiramente o algoritmo. O Google não forneceu nenhuma informação sobre isso. Por outro lado, anos de estudo, análise e pesquisa permitiram fazer conjeturas apoiadas em factos e depoimentos de especialistas. Iremos apresentá-los aqui.

Quais os critérios de SEO local do Google?

O Google não entra em detalhes sobre os critérios que influenciam a sua classificação. Sabemos que o seu método se baseia em 3 pilares. É a combinação desses fatores que ajudam os algoritmos a determinar os melhores resultados em função da consulta dos internautas.

1. A relevância

O Google avalia em que medida as suas fichas de estabelecimento correspondem à consulta do internauta. Para isso, é necessário “alimentar” os algoritmos com fichas de estabelecimento atualizadas e detalhadas. É isso que fará com que as suas fichas apareçam no topo dos resultados de pesquisa.

2. A distância

No caso de uma pesquisa de descoberta, a proximidade dos estabelecimentos com o utilizador é muito importante. Se o local não for especificado na consulta, o Google calculará a distância entre o internauta e os pontos de venda pesquisados. Se forem relevantes, os mais próximos aparecerão nos primeiros lugares da classificação.

⚠️ Atenção, a proximidade não é tudo. O Google pode estimar que um local mais distante que outro será mais adequado para o utilizador. Neste caso, este ponto de venda terá uma melhor classificação.

3. A notoriedade

É um indicador de destaque considerado pelo Google. Os resultados da pesquisa têm em consideração a “popularidade” dos locais na vida real. Alguns são mais conhecidos que outros e, por isso, aparecem com mais facilidade nos resultados de pesquisa. As grandes marcas, hotéis, museus, monumentos ou restaurantes famosos podem, por exemplo, beneficiar disso.

Como o Google avalia a notoriedade?

Para isso, o motor de pesquisa baseia-se em vários parâmetros:

  • Uma avaliação da presença online do estabelecimento, através da análise de dados disponíveis online. Links, referências em diretórios, artigos… O algoritmo tem em conta todas essas informações
  • O número de opiniões do Google e a sua classificação média. A reputação digital é, portanto, um indicador de notoriedade. Quanto mais opiniões positivas tiver, maior será a probabilidade de ter uma boa classificação
  • A sua posição nos resultados orgânicos. O seu posicionamento orgânico influencia a sua classificação local. Por isso, é melhor conhecer e respeitar os conselhos do Google relativamente ao SEO

O Google escolhe deliberadamente não fornecer detalhes sobre o funcionamento do seu algoritmo de pesquisa.

Por quê? “Para que o sistema de classificação seja o mais justo possível para todos“. E para que ninguém encontre nenhum atalho para obter um melhor ranking na classificação local.

Otimização das suas fichas: recomendações do Google

O Google também insiste na otimização das fichas de estabelecimento. É uma condição indispensável para aparecer nos resultados de pesquisa.

Quais são as boas práticas a respeitar?

Introduzir dados completos nas suas fichas de estabelecimento

Nome, endereço físico, número de telefone, descrição, categorias, horários, horários excecionais, site, atributos… certifique-se de que todas estas informações estão atualizadas.

Isso permitirá ao Google determinar a relevância dos seus estabelecimentos, em função das consultas locais. Quanto mais dados incluir, mais fácil será.

💡 Pode adicionar até 10 categorias (1 principal e 9 secundárias). As categorias secundárias servem para fornecer mais detalhes sobre a sua atividade.

Os atributos servem para fornecer mais informações sobre os serviços disponíveis e prestações oferecidas.

Não há necessidade de “saturar” a descrição com palavras-chave repetidas. O Google não aprecia isto e pode até penalizá-lo.

Validar todos os seus estabelecimentos

Quando todas as suas fichas estiverem completas e revistas, para evitar erros, o Google deve validá-las.

Dependendo do seu perfil (rede de menos ou mais de 10 estabelecimentos), o processo de validação é diferente.

Obtenha mais informações sobre validação e validação em massa de fichas de estabelecimento

Indicar os seus horários exatos

Não se esqueça de os atualizar quando mudarem e de preencher os seus horários para os feriados e eventos especiais. Não só é um sinal positivo para o Google, mas também uma ajuda preciosa para os seus clientes. Desta forma, eles saberão sempre quando podem visitar os seus estabelecimentos.

Adicionar fotos

Para além da vantagem de marketing, as fotos bonitas aumentam o seu referenciamento. Quanto maior for o número, a qualidade e as visualizações das suas fotos, mais os seus estabelecimentos serão referenciados.

Gerir e responder às opiniões

Em 5 palavras: cuidar da sua reputação digital. As opiniões dos clientes têm um resultado comprovado no SEO local. Melhoram a sua visibilidade online e incentivam os internautas a visitarem os seus estabelecimentos. É por isso que tem de ter tempo para responder.

Adicionar os seus produtos ou serviços

O objetivo das fichas de estabelecimento é aumentar o tráfego web-to-store. Por isso, adicionar uma parte do seu catálogo às suas fichas não é perda de tempo. Isso dará aos seus potenciais clientes uma ideia do seu catálogo, enquanto indica o seu stock.

Os critérios do SEO local do Google segundo a Whitespark

Para realizar o seu estudo, a Whitespark perguntou aos especialistas locais em SEO os critérios que consideram terem maior impacto para o SEO. Os resultados são puramente subjetivos, mas não deixam de ser interessantes.

Baseiam-se em 132 critérios de potenciais SEO divididos nas seguintes 7 categorias:

  • Otimização das fichas Google Business Profile
  • Opiniões dos clientes
  • Links, com o netlinking e redes internas em particular
  • Comportamento dos utilizadores (taxa de cliques, tempo de permanência…)
  • Nível de otimização na página (presença de todas as informações úteis, utilização de palavras-chave adequadas, autoridade do domínio…)
  • Presence Management (consistência do NAP, posicionamento em diretórios e plataformas relevantes…)
Une illustration montrant les principaux critères de référencement selon des experts du SEO local
Principais critérios de SEO de acordo com os especialistas de SEO local. (fonte: Whitespark)

Os profissionais entrevistados classificarm os seguintes fatores por ordem de importância. Primeiro, para a classificação no Pack Local e Local Finder. Em seguida, para o referenciamento nos resultados orgânicos locais.

Vejamos o que o estudo mostra, em particular, para o Pack Local e Local Finder:

  1. Otimização da ficha Google Business Profile (endereço, descrição, categoria principal, categorias secundárias, utilização de palavras-chave adequadas na ficha, atributos…)
  2. Gestão das opiniões dos clientes (nome e classificação média)
  3. Otimizações na página, em paticular no seu site
  4. Linking e netlinking
  5. Comportamento dos utilizadores e respetivas interações com as fichas e o conteúdo dos estabelecimentos
  6. Presence Management, riqueza e qualidade da presença online
Deux graphiques montrant les résultats de l'étude Whitespark
Os gráficos apresentam em detalhe os resultados do estudo. (fonte: Whitespark)

O que podemos aprender com o estudo sobre os critérios importantes para o SEO local?

Já o sabíamos, mas as fichas Google Business Profile são primordiais para a visibilidade local dos seus estabelecimentos. Atualizar e otimizar as suas fichas de estabelecimento é essencial.

Ainda segundo o estudo, os 5 principais critérios que influenciam a classificação local das fichas Google Business Profile são:

  • A categoria principal (apenas 1). É o critério mais importante. Para estar bem referenciado, deve selecionar a categoria que corresponde perfeitamente à sua atividade.
  • As palavras-chave usadas no nome da ficha. Por outro lado, adicionar estas palavras-chave nos outros campos das suas fichas de estabelecimento não será muito útil. O Google não as utiliza para classificar.
  • A proximidade do utilizador que consulta o estabelecimento
  • O endereço físico indicado
  • As categorias secundárias (até 9). Ao adicionar categorias secundárias relevantes para especificar a sua atividade, aumenta o número de palavras-chave nas quais se pode posicionar.

Agora já sabe tudo sobre os critérios importantes para o SEO local. Estes são os parâmetros que influenciam a classificação local do Google. Portanto, é especialmente importante aparecer nos primeiros lugares dos resultados de pesquisa.

Author: Beatriz

Next articles